sábado, 26 de abril de 2014

Amigos do Peabiru!

No dia 26 de abril o Instituto Manoa participou do encontro dos "Amigos do Parque do Peabiru", realizado no Recanto da Lagoa  em Barra Velha. O evento reuniu  pesquisadores, historiadores, gestores ambientais entre outras personalidades que se juntaram a comunidade local para discutir as ações de regulamentação e preservação da área que vem sofrendo com a constante degradação  do patrimônio histórico e natural. A intenção é unir as forças, da Associação de Moradores da Quinta dos Açorianos, do poder público, da comunidade que vive no entorno do parque e de  todos simpatizantes para evitar o desaparecimento do Parque que possui grande diversidade de espécies de fauna e flora, além de sítios arqueológicos pré-cabralinos e coloniais. Após o bate -papo foi realizada uma visita ao antigo cemitério da Lagoa, que segundo o historiador Cacá de Itajuba, é o mais antigo de Barra Velha. Durante a visita relatou o pesquisador que os primeiros povoadores da região incluindo os atuais municípios de Barra Velha, São João do Itaperiú e Barra do Sul foram enterrados no local, e que já em meados do século XVIII houveram os primeiros sepultamentos. Cacá também destaca o interessante ritual do enterro em que os corpos eram levados para o local em dois barcos que transportavam o caixão de forma transversal, acompanhados por um cortejo fúnebre que realizava a cerimônia cantando e acendendo velas pelas águas da Lagoa da Barra. 
O grupo encerrou o passeio nas "árvores encantadas", local místico da região onde segundo a lenda os primeiros povoadores portugueses da região esconderam um tesouro que de acordo com a lenda que permanece viva no imaginário local, é protegido por um espírito de um caboclo. 
O Instituto Manoa agradece o convite e se propõe a abraçar esta causa de reunir forças para preservar o Parque do Caminho do Peabiru. 
Wlademir Vieira




     

Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

0 comentários: