quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

A cidade perdida de Ingrejil e os mistérios do interior da Bahia

Descoberto em 1984 pelo arqueólogo Gabriel Dannuzio Baraldi, o sítio arqueológico chamado de "cidade perdida de Ingrejil" na serra das almas região da chapada diamantina, conserva vestígios de uma antiquíssima civilização que habitou o Brasil em uma época remota.No local podem ser vistos alinhamentos em pedras,terrenos aplainados, pedras encaixadas e polidas, o que sugere a presença de povos megalíticos em Ingrejil. Aliás o interior da Bahia está repleto de monumentos curiosos que vem despertando o interesses de estudiosos do Brasil pré-colombiano. No município se Santa Sé,o pesquisador Renato Luiz Bandeira descobriu um monumento rochoso que lembra uma pirâmide. Também foram encotradas diversas inscrições rupestres, que são testemunhos da antiguidade dos antigos povos do Brasil.
Wlademir Vieira - Grupo de estudos Manoa
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

5 comentários:

chico argueiro disse...

isto, é o achado, que procuro!

MARCIO disse...

Eu estive lá no ano passado, o cenário é fascinante, e transpira algo místico..

Johnny Silva disse...

O Ingregil fica na região onde moro, essa cidade perdida é um mistério que vem desde dos nossos antepassados...
Nessa região se encontra uma vasta fauna e flora...

Anônimo disse...

O Ingrejil é um geo-sítio, todas as formações geológicas são naturais, "dolmens", "menires","cromelechs" e rochas em formato parabolóide são uma constante nas formações extrusionais da Serra das Almas.
Estive lá duas vezes identifiquei um antigo garimpo de ouro, com canal de adução feito de pedras já soterrado pela deposição eólica além de muradas de pedra utilizadas para a contenção de animais cativos. São muitas pedras em formato de "menires" saí o nome Ingrejil, uma corruptela de igrejinhas.

Gustavo Borges disse...

De qual livro foram tiradas as fotos que ilustram essa matéria?