sábado, 1 de setembro de 2012

Expedição Itacoara



Seguimos viagem pelo vale do Rio Itapocu. O destino é o sítio arqueológico conhecido como “Itacoara” (Bacia de Pedra em Tupi Guarani) que está  localizado ás margens do Rio Piraí, um dos principais afluentes da Bacia hidrográfica do  Itapocu. A respeito desse sítio, relata o pesquisador Fábio Krawuski:
“  ainda se encontra preservado  e fica num pequeno morro cerca de 100 metros da foz do rio(ribeirão) Lagoa Grande que desemboca no lado esquerdo do rio Piraí na cidade de Joinville”.
Neste  sambaqui fluvial encontrado por Guilherme Tiburtius em 1947 e escavado entre 1947 e 1949, foram encontrados fragmentos de cerâmica associados as tradições Itararé(1) e Tupi – Guarani. Também  deste local foram retirados diversos esqueletos humanos, machados de pedra, pontas de flecha e ossos de animais. Dos sepultamentos escavados,  foram retirados 53 esqueletos que atualmente se encontram no Museu arqueológico do Sambaqui em Joinville.
Ainda nas proximidades deste local, na beira do ribeirão Poço Grande, a cerca de 400 metros da sua foz com o rio Piraí, existia um sítio arqueológico ceramista de tradição Guarani. O cultivo da rizicultura praticamente destruiu todos os vestígios que restavam deste sítio. 
Também na fazenda que de  acesso ao sítio arqueológico Itacoara,  existem vários buracos escavados na terra conhecidos como “buracos de índios”. O senhor João que nos mostrou o local relatou que os buracos foram quase que completamente fechados por inteiro  para evitar que o gado de corte, criado na fazenda caísse dentro das estruturas que em alguns casos eram muito fundas.  
O  acesso  é feito por uma   estradinha de terra as margens da BR-101, cerca 8 Km do trevo da SC-280  sentido norte, fica o registro deste importante conjunto pré-histórico onde habitaram diversos povos nativos que viveram nas proximidades do litoral  norte de Santa Catarina.   
Wlademir Vieira
Rio Piraí nas proximidades do sítio Itacoara
Fazenda onde estão localizados os "Buracos de Índio"
      Referências: 
Jornal Vale do Itapocu. Redescobrindo o Itapocu - Os Jês( tradição Itararé) no vale do Rio Itapocu. Artigo escrito por Fábio Krawuski Nunes. abril/2011.
Diversidade Morfológica Craniana, micro-evolução e ocupação pré-histórica da costa brasileira. Maria Mercedes Martinez Okumura.

Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

1 comentários:

Fabio disse...

Obrigado pessoal do grupo Manoa por mencionar minha pesquisa sobre o sítio Itacoara. Em relação aos sítios arqueológicos (líticos e cerâmicos), estou coletando também outros locais, museus e acervos particulares da região (catalogados ou não) e publicarei o material em breve num novo blog falando sobre arqueologia do vale do rio Itapocu (incluíndo este mencionado e estudado também por vocês), valeu!